Fome X Direção, o que fazer?


É comum, entre um compromisso e outro, surgir aquela vontade de tapear o estômago enquanto você está parado num enorme congestionamento. Mas cuidado com as beliscadas! Além de inimigos em potencial da sua dieta, alguns alimentos podem tirar a sua atenção do trânsito. Sem falar na preocupação com o estofado e com a conservação do que você vai ingerir. Tarefa difícil, não é? Então, siga as nossas dicas!

Sinal Verde: Frutas Secas

Uvas passas, damasco, ameixas e tâmaras. Enquanto dirige, você pode driblar as dificuldades de se alimentar com um mix de frutas secas. “Elas são fáceis de transportar e não sofrem muito com a diferença de temperatura dentro e fora do carro”, explica a nutricionista Marina Yasigi Solis. Segundo a especialista, frutas como maçã e pêra também são ótimas pedidas. “Devem ser pequenas porções. Uma maçã ou cinco unidades de frutas secas já servem para manter a dieta balanceada”, contabiliza.

Sinal Verde: Mix de Nozes

Castanhas do Pará, caju, amendoim e nozes são fáceis de transportar, digerir e também são ótimos substitutos dos carboidratos na dieta. A porção ideal? “Não pode ultrapassar a medida de duas colheres de sopa. As barrinhas de cereais também cumprem esse papel”, acrescenta.

Sinal Amarelo: Líquidos

Os desafios na hora do transporte de líquidos são mantê-los na temperatura apropriada e longe do estofado. A dica da especialista é optar por embalagens individuais com canudos. “São práticos alimentos como esses iogurtes com embalagem individual para beber, sem precisar de colher. Um achocolatado também ajuda. Para refrescar, água de coco”, recomenda. Outra dica é ter uma bolsa térmica para coloca-los.

Sinal Amarelo: Crianças

É comum o balanço do carro deixar os pequenos enjoados. Por isso, evite alimentos muito condimentados. O pediatra Antonio Carlos Turner sugere: “Um biscoito integral, sem gordura trans. Para beber, opte pelos sucos de frutas tropicais ou uma caixinha de achocolatado”. Os salgadinhos, continua Turner, são os vilões da alimentação infantil. “Um saco de batatinha, por exemplo, tem a quantidade de sódio que uma criança pode ingerir em dois dias. É importante também evitar alimentos das linhas light, que são ricos em sódio e podem gerar um desequilíbrio”, justifica.

Sinal Amarelo: Energéticos

Cafeína e taurina podem estimular a concentração, fundamental para uma boa dirigibilidade. No entanto, segundo Marina, a motorista deve ser moderada no consumo. “O problema é o excesso. Nestes casos, a condutora pode ficar muito estimulada e elétrica. Isso pode acarretar um comportamento mais agressivo e perigoso”, observa ela, que alerta para a mistura perigosa de café, refrigerantes com cafeína e bebidas energéticas em doses maiores que uma porção.

Sinal Vermelho: Gorduras

Frituras e carnes não são aconselhadas nem antes, nem durante a viagem. “Por se tratarem de gorduras, elas têm uma digestão com maior gasto energético, dando aquela sensação de sonolência perigosa para quem dirige. Além disso, a possibilidade de o motorista sentir um mal-estar é maior”, explica a nutricionista. Repense ainda na refeição reforçada antes de pegar no volante. “Feijoada, um prato de macarrão e frituras estão entre os vilões mais danosos”, cita.

Fonte: Blog: Bolsa de Mulher

Esta entrada foi publicada em Dicas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s